“A interação das crianças com a literatura infantil amplia sua visão de mundo”, explica professora da UniFCV
a
TWITTER
b
FACEBOOK
x
INSTAGRAM
r
YOUTUBE

 

“A interação das crianças com a literatura infantil amplia sua visão de mundo”, explica professora da UniFCV

02/04/2020


“A interação das crianças com a literatura infantil amplia sua visão de mundo”, explica professora da UniFCV


A história da humanidade é dividida em cinco eras ou períodos, sendo elas a Pré-história, a Idade Antiga, a Idade Média, a Idade Moderna e a Idade Contemporânea. O fim de cada era é marcado por acontecimentos de impacto significativo na nossa história, como a Revolução Francesa (1789). Entre esses acontecimentos está a invenção da escrita (4000 a.C.), responsável pela transição da Pré-história para a Idade Antiga. E não é pra menos! A escrita é um traço importantíssimo para a nossa existência, a partir dela começamos a nos organizar, repassar conhecimentos e, principalmente, contar histórias. 


A leitura é uma forma de independência, pois nos permite fazer parte do mundo.  O melhor momento para aprender a ler é na infância, quando nossa taxa de aprendizado é comprovadamente maior. Como uma forma de incentivar a leitura entre os pequenos,  foi criado o Dia Internacional da Literatura Infantil, celebrado no dia 02 de abril. Data esta escolhida por causa do nascimento de Hans Christian Anderson, um escritor dinamarquês considerado um dos maiores nomes da literatura infantil mundial, sendo responsável por notórias obras, como Soldadinho de chumbo, A pequena sereia e A roupa nova do rei. 


Para a celebração da data, é escolhido, anualmente, um país para ser o patrocinador do dia, além de se escolher um tema, criar um poster e selecionar um autor ou autora importante para escrever uma mensagem. Este ano foi a vez da Eslovénia,  com um texto do escritor Peter Svetina e um cartaz criado por Damijan Stepančič. Em seu texto Peter fala sobre o ciclo da arte: “É isto que sucede ao escritor e ao poeta. São devorados, esvaziados pelas suas histórias ou poemas: quando estes já estão escritos, saem a voar para acabar nos livros e poderem encontrar os seus ouvintes ou leitores. E isto repete-se uma vez, e outra vez”

A importância da leitura 
Na opinião da mestre em educação, psicopedagoga e professora de pedagogia da UniFCV, Cicília Rodrigues Monteiro, o contato das crianças com a literatura é importante para a construção de um pensamento crítico e a ampliação da visão de mundo. “A interação das crianças com a literatura infantil amplia sua visão de mundo, desenvolvendo as habilidades de questionar, ouvir opiniões, debater e reformular o pensamento. Quando promovemos ao infante o contato com a literatura infantil, estamos ajudando a formar cidadãos críticos-reflexivos, conscientes de seus direitos e deveres, o que contribui para a desconstrução da ideia de que a educação deve ser baseada na memorização mecânica e na técnica de conteúdos. A construção dessas características de pensamento na infância, talvez seja o maior desafio de pais e educadores na atualidade”, afirma a professora. 

Pratique em casa!
Para você que tem criança em casa, principalmente em tempos de isolamento, pode ser difícil a cada dia criar uma nova atividade para mantê-los entretidos. Então que tal promover o estímulo à leitura? Segundo a professora Cicília, o hábito pode ser implementado de maneira lúdica e casual: “A apresentação da leitura deve ocorrer de forma lúdica. Uma possibilidade é a utilização de recursos como fantoches e livros tridimensionais. É interessante criar um ambiente propício à leitura no próprio quarto da criança. Pode ser com um tapete ou com almofadas coloridas. O importante é que este seja acolhedor. A leitura não deve ser vinculada a punições ou castigos, para que a criança não associe a momento de tristeza”, comenta Cicília.


E para aproveitar a dica da professora, nós separamos um link interessante do site www.dominiopublico.gov.br em que são disponibilizados para download diversas obras que já caíram em domínio público e, por isso, podem ser baixadas gratuitamente. No site existe uma parte voltada somente para livros infantis, que pode ser acessado por meio deste link.

Além do site, a professora separou algumas recomendações de obras:


A bisa fala cada coisa! - Carmen Lucia Campos
O caso do bolinho – Tatiana Belinki
Pandolfo Bereba - Eva Furnari
O fantástico mistério da Feurinha – Pedro Bandeira
O mistério da fábrica de livros – Pedro Bandeira
O livro das criaturas extraordinárias – Edith Nesbit
A história da sopeira e da concha – Michael Ende

Escolha um livro e, caso seu pequeno ainda não saiba ler, leia para ele Isso vai instigar o aprendizado, além de estreitar os laços! 

Assessoria de Comunicação – UniFCV


 

 

Compartilhe com seus amigos:

 

Voltar